terça-feira, 23 de dezembro de 2008

12ª Mostra de Cinema de Tiradentes23 a 31 de janeiro de 2009

A cidade mineira de Tiradentes já se prepara para receber a 12ª Mostra de Cinema deTiradentes que será realizada de 23 a 31 de janeiro de 2009 apresentando o maior paineldo cinema brasileiro, em todos os gêneros e formatos, oficinas, seminário, debates,mostrinha de cinema, exposições, atrações artísticas e shows musicais. A realização doevento é assinada pela produtora Universo Produção.
.
O conceito central desta edição é “O Personagem e Seu Lugar” – pauta motivada peloexpressivo volume de filmes contemporâneos nos quais os personagens são pautados pelasexperiências menos ou mais conflitantes em seus ambientes geográficos, culturais esociais. A Mostra de Tiradentes mantém seu perfil de apostar na renovação e no talentodessa nova geração do cinema brasileiro e homenageia nesta edição o cineasta JoséEduardo Belmonte que tem quatro longas produzidos nos últimos seis anos.
.
Como parte da programação, estão abertas 285 vagas para 10 oficinas oferecidasgratuitamente para o público adulto e infanto-juvenil. Inscrições gratuitas até 7 dejaneiro.
.
A propósito da realização da 12ª Mostra de Cinema de Tiradentes seguem dois anexos:Release Temática Homenagem e Release Inscrições Oficinas
.
Sérgio Stockler
Assessor de Imprensa Mostra Tiradentes
31-9143-1001

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Sexta-feira dia 19/12/08 às 19 horas: última sessão do Cine-Cuca da UEA em 2008

Nesta próxima sexta-feira dia 19/12/08 às 19 horas, será a ultima sessão do Cine-Cuca da UEA deste ano. Inauguramos nosso Cine-CucaUEA em outubro de ano, com os longas selecionados que propõem a reflexão de temas ligados à juventude, produção universitária, ditadura militar e movimento estudantil: "Batismo de Sangue", de Helvécio Ratton; "Cão Sem Dono", de Beto Brant; "Conceição, autor bom é autor morto", único longa dirigido somente por universitários (Daniel Caetano, Guilherme Sarmiento, André Sampaio, Cynthia Sims e Samantha Ribeiro); e os filmes "Ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil" e "O afeto que se encerra em nosso peito juvenil", do diretor Sílvio Tendler, que documentam a história política e cultural da UNE. Apos este circuito nacional, continuamos na linha do cinema nacional, exibindo os filmes, A Dona da Historia direção de Daniel Filho e Benjamin sob a direção de Monique Gardenberg. Na sexta-feita passada, exibimos o filme A Guerra do Fogo do frances Jean Jaque Arnoud e nesta ultima sessao do ano exibiremos o filme PI direção de Darren Aronofsky.
.
Sinopse do Filme PI (Sessão desta sexta-feira 19/12/08)
Em plena Manhattan vive Max (Sean Gullette), um jovem gênio da matemática e computação que vive escondido da luz do sol, que lhe dá constantes dores de cabeça, e evita o contato com outras pessoas. Max conseguiu construir um supercomputador que lhe permitiu descobrir o número completo do pi, o que fez ainda com que compreendesse toda a existência da vida na Terra, já que percebeu que todos os eventos se repetiam após um determinado espaço de tempo. Com isso Max pôde adivinhar o que viria a acontecer no mercado da bolsa de valores, já que conhecia as tendências que se repetiriam, e passa a ser cobiçado por representantes de Wall Street e também por uma seita que busca decifrar os mistérios da matemática.
.
Premiações
- Ganhou o prêmio de Melhor Roteiro Iniciante, no Independent Spirit Awards. Foi ainda indicado em outras duas categorias: Melhor Fotografia e Melhor Filme de Estréia.
- Ganhou o prêmio de Melhor Diretor - Drama no Sundance Film Festival.
.
Endereço da Escola Superior de Artes e Turismo
Rua Leonardo Malcher, 1728 Centro, entre a rua Major Gabriel e Leonardo Malcher
Entrada: Gratuita
Contato
Everaldo Barbosa - 8160-4782
Adriano Mourão - 8137-2610
.
Centro Universitário de Cultura e Arte da UEA

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Últimos dias para a votação no Prêmio Consciência Hip Hop

A votação segue até o dia 18 de Dezembro e personalidades Cuiabanas entregarão a estatueta aos vencedores

.
A votação nos melhores artistas e produtores do Hip Hop da Região Centro Oeste já esta acabando. Até o dia 18 de Dezembro, quinta-feira próxima, o público ainda pode votar nos indicados da primeira edição do Prêmio Consciência Hip Hop - Movimentos do Cerrado no portal do Festival: http://www.conscienciahiphop.org.br/.
.
O Prêmio passou por duas fases de votação, onde um júri técnico indicou três candidatos a cada uma das dez categorias, e agora, na segunda fase, o público decidirá pelo seu favorito. A premiação é uma forma de dar visibilidade, reconhecer e estimular a produção de artistas e produtores que se encontram "Fora do Eixo", como o rapper brasiliense Gog, o homenageado do prêmio.
.
Nega Gizza, rapper e co-fundadora da Cufa no Rio de Janeiro, será a apresentadora da grande premiação. Artistas e personalidades cuiabanas como artista plástico Aleixo Cortez, o produtor Pablo Capilé, o comediante e ator Justino Astrevo, o Secretário Municipal de Cultura Mário Olímpio, a vice-prefeita Jacy Proença, os militantes do Movimento Negro, Aurélio Augusto e Cristóvão Luiz, o bailarino Kelson Panosso, entre outras personalidades, entregarão as estatuetas do Prêmio aos vencedores.
.
Ainda há tempo para a votação!
.
Confira os classificados por categoria:
.
MELHOR ALBÚM
• Viela 17 – Lá no Morro
• Vadiosloucos – até quando o caneco secar
• Cirurgia Moral – Não da nada se der é Pouca coisa
.
MELHOR MÚSICA
• Viela 17 – Lá no Morro
• Vai levar Bacu – 3 1 SÓ
• Haiti – Aquilombando
.
MELHOR GRUPO OU ARTISTA SOLO
• Viela 17
• Vadiosloucos
• Cirurgia Moral
.
REVELAÇÃO DO ANO
• Vera Verônika
• 3-1 SÓ
• Def MC'S
.
MELHOR DEMO
• Ataque Beliz – As maravilhas do Hip Hop
• Dyskreto – Brasilidade
• Aquilombando – Haiti
.
MELHOR DJ
• Mano Gil – Verbo Verdade
• Dj Jr Killa
• Dj Batman – Viela 17
.
PRODUTOR
• Ariel Feitosa
• Duck jay
• Doxsoul
.
MELHOR VIDEO CLIPE
• Haiti – Aquilombando
• Brasil com P – GOG
• Lá no Morro – Viela 17
.
MELHOR GRUPO DE BREAK
• Mega Break (GO)
• Atack Cia (MT)
• Quebra de movimento
.
MELHOR GRAFFITI
• Choob – Brasília (DF)
• Clemilson Rodrigues (DF)
• Verme (MS)
.
SERVIÇO
O que: Prêmio Consciência Hip Hop
Onde: Clube Feminino, a partir das 19:00 h.
Quando: dia 20 de Dezembro
Mais informações:
(65) 3028-1114
Assessoria de Comunicação Cufa
Fernanda Quevedo

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

O SAMBA UNE

A já tradicional roda de samba "O SAMBA UNE" terá o prazer de receber nessa ediçao de sábado (13/12) a presença de Roxinha; uma matriarca do samba carioca com tantas histórias e músicas a contar e cantar! A entrada é franca, a cerveja é gelada e a diversao garantida!

.
Serviço:
quando?: dia 13/12 sabado agora
Onde?: Av. Praia do Flamengo, 132.
Q horas?: das 18 as 22h

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

CULTURA EM SALVADOR: O CUCA-MG está organizando uma caravana com estudantes das universidades

Do dia 20 a 25 de janeiro de 2009, a histórica cidade de Salvador receberá milhares de estudantes de todo o país na VI Bienal de Arte e Cultura da UNE (União Nacional dos Estudantes). Haverá apresentações de trabalhos artísticos de estudantes, shows, teatro, exposições, filmes e ainda debates que tenham como eixo o tema desta edição do evento: Raízes do Brasil, formação e sentido do povo brasileiro. Já está confirmado o show do Cordel do Fogo Encantado e outras atrações ainda serão divulgadas.
.
As inscrições de trabalhos estão abertas até o dia 4 de dezembro. Os trabalhos devem se encaixar numa das seguintes áreas: artes cênicas, música, literatura, ciência e tecnologia, cinema e artes visuais. Para participar do evento será cobrada uma taxa de R$50 (exceto os estudantes que tiverem trabalhos selecionados para apresentar). Neste valor está incluso o alojamento, a alimentação e acesso aos shows e outras atividades restritas do evento.
.
O Centro Universitário de Cultura e Arte de Minas Gerais (CUCA-MG) está organizando uma caravana com estudantes das universidades de Belo Horizonte. Os interessados favor retornar enviar e-mail para cucamg@yahoo. com.br. Pedimos ainda que, se possível, divulguem nas listas de e-mails das suas turmas. Pretendemos agendar uma reunião para discutirmos nossa ida à Salvador.
.
------------
RECORDAR É VIVER!
A última Bienal, ocorreu no Rio de Janeiro e reuniu cerca de 10 mil estudantes de todo o país. Foram realizadas diversas atividades tais como oficinas, exposições, shows, etc. Algumas presenças de peso foram o Martinho da Vila, a Beth Carvalho e o Lenine. Foi também um rico espaço de discussão e debate. Minas Gerais teve uma das maiores delegações do Brasil!!!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Estudantes da UFMT fundam Centro Universitário de Cultura e Arte

Estudantes de diversos cursos da UFMT fundaram ontem (04) o CUCA Cuiabá, Centro Universitário de Cultura e Arte. Em reunião aberta no Centro Cultural, o grupo discutiu a necessidade de ter um projeto conjunto que reunisse artistas e produtores culturais universitários afim de promover a qualificação da produção artística e a ocupação dos espaços da universidade que se aproximem das ações extensionistas e da comunidade. O CUCA funcionará como um guarda-chuva que dará suporte e criará estruturas para que os projetos de seus núcleos, divididos em: Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Música e Literatura possam se desenvolver.
.
Na reunião, os núcleos começaram a levantar suas demandas para que nos próximos dias o grupo apresente um calendário de ações e eventos que incluirá a Semana do Calouro 2009/1, a Bienal de Cultura da UNE e diversas mostras artísticas.
.
Participaram da fundação estudantes dos cursos de Ciências Sociais, Geografia, Pedagogia, Medicina Veterinária, Letras, Arquitetura, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, História, Filosofia e Física, além de estudantes do Ensino Médio do CEFET e da Escola Nilo Povoas, representantes do Movimento Panamby, da União dos Jovens Socialistas, da Escola Modelo de Arquitetura e Urbanismo, dos grupos de teatro Cena 11 e Confraria dos Atores e do Nucleo de Produção Audiovisual Próxima Cena.
.
Nacional
.
O CUCA surgiu inicialmente da UNE (União Nacional dos Estudantes) em 2004 e resgata a história cultural do movimento estudantil. Ele funciona como instrumento de valorização da produção cultural nacional no interior das universidades e da necessidade de se criar um mecanismo para mantê-la articulada. Hoje, existem 11 CUCA's pelo país que trabalham pela criação de um circuito de circulação que conecte-se essas ações. O CUCA desligou-se da UNE e passou a ser uma entidade regida pelo principio da autonomia. Vale lembrar que não é necessária a filiação a nenhum partido, grupo ou Centro Acadêmico para fazer parte do CUCA, já que este é um espaço de construção coletiva e não de disputas políticas.
.
Próximos Passos
.
A próxima reunião do CUCA acontece no dia 11 de dezembro às 17 horas, no CA do Curso de Filosofia em meio a programação da Semana Filosófica que acontece no Instituto de Ciências Humanas e Sociais. A pauta é a construção de um calendário de atividades a ser criado a partir da demanda dos núcleos artísticos. Vitor Torres, coordenador de comunicação do CUCA lembra: "Qualquer estudante, artista, agitador cultural e comunidade já estão convidados em vir compartilhar pensamentos de como construir coletivamente um espaço onde boas idéias e ações são prioridade.".
.
--
Cuca Cuiabá
Centro Universitário de Cultura e Arte

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

CURTA CINEMA 2008

05 a 07 de dezembro de 2008
.
O FESTIVAL INTERNACIONAL DE CURTAS-METRAGENS DO RIO DE JANEIRO – CURTA CINEMA – é um dos principais festivais competitivos de curtas do país. Desde 2006, a Cinemateca Brasileira exibe os filmes brasileiros premiados e ainda alguns dos principais destaques da programação do festival. Este ano, o CURTA CINEMA apresenta na Cinemateca retrospectivas dos cineastas Andrea Tonacci, Carlos Reichenbach e Júlio Bressane, mais as coletâneas Curtíssimos, Experimenta (de filmes experimentais) e a Sessão Olhos Livres (com curadoria de Carlos Reichenbach), além de dois programas para o público infantil.
.
ENTRADA FRANCA
.
Não há restrições para os programas INFANTIL 1 e 2; os demais programas não são indicados para menores de 16 anos
.
CINEMATECA BRASILEIRA
Largo Senador Raul Cardoso, 207
próxima ao Metrô Vila Mariana
Informações: (11) 3512-6111 (ramal 215) www.cinemateca.gov.br

Fundo Setorial do Audiovisual

Lançamento será nesta quinta-feira, 4 de dezembro, no Rio de Janeiro, com presença do presidente Lula da Silva e do ministro Juca Ferreira
.
O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria do Audiovisual (SAv/MinC) e da Agência Nacional do Cinema (Ancine), e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) farão o lançamento do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) - destinado ao desenvolvimento articulado de toda a cadeia produtiva da atividade audiovisual no Brasil - nesta quinta-feira, dia 4 de dezembro, às 15h, no auditório Gilberto Freyre, no Palácio Capanema, no Rio de Janeiro.
.
A solenidade contará com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, do ministro da Cultura, Juca Ferreira, do secretário da SAv/MinC, Sílvio Da-Rin, do diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, e do presidente da FINEP, Luís Fernandes, além de profissionais do setor audiovisual.
.
Na ocasião serão divulgadas as quatro primeiras linhas de ação do FSA e os editais contendo as regras para apresentação de projetos. As linhas prevêem investimentos em projetos de produção para cinema; produção para TV aberta e por assinatura; aquisição de direitos de distribuição de obras cinematográficas brasileiras de produção independente e comercialização de filmes de longa-metragem para salas de cinema. O total de recursos aplicados através do Fundo entre 2008 e 2009 é da ordem de R$ 74 milhões.
.
"O Fundo representa a recuperação da capacidade de investimento direto do Estado no fomento à atividade cinematográfica, que, neste último período, esteve marcada pela terceirização das decisões sobre apoio através dos mecanismos de renúncia fiscal. Agora, sem criar nenhum novo tributo e sem acabar com os mecanismos anteriores, o Estado destinou R$ 94 milhões para investir diretamente na atividade", avalia o secretário Silvio Da-Rin.
.
A gestão do FSA está a cargo de um Comitê Gestor e terá como objetivos definir as diretrizes e selecionar as áreas prioritárias para a aplicação de recursos do Fundo; estabelecer os limites de aporte financeiro aplicável a cada grupo de ações; acompanhar a implementação das linhas de ação e avaliar os resultados alcançados, além de estabelecer as normas e critérios para a apresentação de projetos.
.
Integram o Comitê dois representantes do Ministério da Cultura, um da Ancine, um dos agentes financeiros credenciados e por dois representantes da indústria audiovisual, indicados pelo Conselho Superior de Cinema a partir de uma lista tríplice nominal.
.
A composição é a seguinte: Ministro Juca Ferreira - Titular/Alfredo Manevy - Suplente (MinC); Paulo Mendonça - Titular (representante do setor)/Geraldo da Rocha Moraes - Suplente; Gustavo Soares Steinberg - Titular (representante do setor)/ Wilson Alves Feitosa - Suplente; Manoel Rangel - Titular/Mário Diamante - Suplente (Ancine); Silvio Da-Rin - Titular/Paulo Alcoforado - Suplente (MinC/SAv); Luiz Antônio Coelho Lopes - Titular/Murilo Azevedo Guimarães - Suplente (FINEP).
.
Fundo Setorial do Audiovisual
Instituído pela Lei nº 11.437, de 28 de dezembro de 2006, e regulamentado pelo Decreto nº 6.299, de 12 de dezembro de 2007, como uma categoria de programação específica do Fundo Nacional de Cultura (FNC), o FSA foi criado na perspectiva de serem fontes complementares de recursos para financiar o desenvolvimento do setor, considerado estratégico para o país.
.
Seus recursos são oriundos da própria atividade econômica, de contribuições recolhidas pelos agentes do mercado, principalmente da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine) e do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (FISTEL). Atualmente estão disponíveis aproximadamente R$ 90 milhões para aplicações no setor.
.
Destacam-se, entre seus principais objetivos, o fortalecimento das empresas brasileiras de audiovisual, o incremento da cooperação entre os diversos agentes econômicos, o crescimento sustentado da participação de mercado da obra audiovisual nacional, a ampliação e diversificação da infra-estrutura de serviços e de salas de exibição, o fortalecimento da pesquisa e da inovação, e o desenvolvimento de novos meios de difusão da produção audiovisual brasileira.
.
Primeiro passo para revisão de fundos
A constituição do Fundo Setorial do Audiovisual é o primeiro passo para o fortalecimento do Fundo Nacional da Cultura, principal objetivo da reforma da Lei Rouanet, em elaboração pelo Ministério da Cultura. Durante os Diálogos Culturais, série de encontros promovidos pelo ministério com artistas, o ministro Juca Ferreira afirmou que o Fundo Nacional de Cultura, atualmente, é "amorfo". Por isso, um dos objetivos é setorizá-lo, criando o Fundo das Artes, do Patrimônio, do Livro e Leitura, e da Diversidade Cultural, Cidadania e Acesso. O Fundo do Audiovisual é o primeiro deles, pretendendo dar mais robustez ao investimento orçamentário do ministério.
.
.
(Fonte: SAv/MinC e Ancine)

Comissão de Educação aprova por aclamação o PL de reconstrução da sede da UNE e da UBES

O Projeto de Lei assinado pelo presidente Lula durante ato dia 12 de agosto foi votado nesta quarta-feira (3)
.
A Comissão de Educação, Cultura e Esporte da Câmara dos Deputados aprovou por aclamação na manhã desta quarta-feira (3) o Projeto de Lei que reconhece a responsabilidade do Estado na destruição da sede da UNE e da UBES que existia na Praia do Flamengo, 132 e sugere a reconstrução do prédio. A diretora de universidades pagas da UNE, Debora Pereira e o estudante do Amampá, Elton Souza acompanharam a sessão.
.
Leia aqui o texto do Projeto de Lei.
.
O local, berço do movimento estudantil e da resistência à ditadura militar, abrigou a sede da UNE e da UBES, de 1942 até o fatídico dia 1° de abril de 1964, quando o prédio foi incendiado como primeiro ato da ditadura militar. "A reconstrução da sede simboliza a consolidação de uma nova etapa da democracia, que foi instaurada no País com a ajuda e luta dos estudantes", avalia a presidente da UNE, Lúcia Stumpf.
.
"Este é mais um passo importante para a concretização de uma reparação do Estado aos estudantes brasileiros", definiu a diretora de Relações Institucionais da UNE, Márvia Scárdua.
.
Agora o PL apresentado pela deputada federal, Alice Portugal e relatado pelo também deputado federal, Reginaldo Lopes passará pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, em seguida pela Comissão de Finanças e Tributação e pela Comissão de Constituição e Justiça. "É um longo caminho, mas nos manteremos mobilizados para ver realizado o sonho da nossa volta pra casa", adiantou o presidente da UBES, Ismael Cardoso.
.
"A aprovação do texto por aclamação é um indicativo de que os parlamentares, independentemente dos partidos, reconhecem a importância dessa reparação histórica", disse o Secretário Nacional de Juventude, Beto Cury.
.
O relator do PL, deputado Reginaldo Lopes endossa: "A aprovação desta medida reforça que o Estado democrático de direito está avançando. A UNE é uma instituição de todos os brasileiros e está, como sempre esteve, ao lado do povo, postura traduzida por suas lutas e bandeiras". Para Alice Portugal a UNE e a UBES "completam mais um ciclo de sua legalidade. As entidades deixaram suas digitais impressas na luta pela democracia e dá-se início ao processo de anistia política da UNE e da UBES". "Já não era sem tempo", finalizou parabenizando os estudantes pela iniciativa em reerguer a "Casa do Poder Jovem".
.
Praia do Flamengo, 132O endereço abrigou a sede da UNE e da UBES, de 1942 até o fatídico dia 1° de abril de 1964, quando o prédio foi incendiado como primeiro ato da ditadura militar, que deixaria um rastro de tortura e sangue na história do Brasil. Em 1980, o que restava do edifício foi demolido por ordem do então presidente João Figueiredo. Catorze anos depois, em 1994, o então presidente Itamar Franco reafirmou a posse do terreno às entidades. Naquele momento, o terreno era ocupado de forma irregular por um posseiro que explorava no local um estacionamento clandestino. Apenas em 1º de fevereiro de 2007, a UNE recuperou a posse do tradicional endereço, quando, durante uma passeata, milhares de estudantes ocuparam o local onde funcionava um estacionamento ilegal e expulsaram de lá o posseiro.
.
A partir daí iniciou-se uma série de atos pela reconstrução da sede. A campanha Meu Apoio é Concreto, lançada pela UNE e pela UBES, tem o objetivo de angariar fundos para a reconstrução do prédio. O projeto recebeu o apoio de diversos políticos, personalidades de setores como cultura e educação e ex-lideranças estudantis.
.
Projeto Oscar NiemeyerNo dia 10 de agosto de 2007, data em que a presidente da UNE, Lucia Stumpf, tomou posse, e, em meio às comemorações dos 70 anos da entidade, o arquiteto Oscar Niemeyer presenteou a UNE e a UBES com uma versão atualizada do projeto, para a reconstrução da sede no terreno da Praia do Flamengo. Niemeyer idealizou um prédio com 13 andares, onde também haverá um teatro para abrigar as produções culturais estudantis e um museu de Memória do Movimento Estudantil, entre outros espaços.
.
Da Redação

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

UNE & VERSO – Poesia RE-UNE no Quintal COM-Verso

DIA 04 DE DEZEMBRO - QUINTA-FEIRA - A PARTIR DAS 19:HS.
NA SEDE DA UNE - PRAIA DO FLAMENGO 132 - ESPAÇO CULTURAL VIANINHA
UNE & VERSO – Poesia RE-UNE no Quintal COM-Verso
.
A União Nacional dos Estudantes – UNE/UBES o Circuito Universitário de Cultura e Arte da UNE – CUCA, e um Grupo Gestor, desenvolve o evento de poesia, UNE & VERSO, que acontece TODA PRIMEIRA QUINTA DO MES na sede UNE no Rio de Janeiro, Av. Praia do Flamengo, 132 – no Bairro do Flamengo – Rio de Janeiro/RJ.
.
A SEDE da UNE, que fora queimada e o prédio demolido em 1980 pela Ditadura Militar (1964 - 1984); o terreno da sede foi re-empossado em 2007 onde será construído um novo prédio e a obra na arquitetura de Oscar Niemeyer que doou o projeto aos estudantes. A POESIA está presente no evento UNE & VERSO na sua segunda edição, deu-se início no dia 06 de novembro ultimo, no fundo do quintal da sede, no espaço cultural VIANINHA, nome em homenagem ao teatrólogo Oduvaldo Vianna Filho – (1936 - 1974), carinhosamente chamado de Vianinha.
.
O Espaço Vianinha receberá os poetas numa programação artística em RODA DE POESIA, e tem como base as diversas formas de expressão poética, neste número 02, o evento contará com a participação do GRUPO OS GOLIARDOS, um coletivo de poetas, educadores, dramaturgos e atores que escolheram as ruas para suas intervenções: palavras, gestos, diálogos e memória – a cidade educadora -. Junto o lançamento do livro do poeta DALBERTO GOMES – NEGRO SIM; o evento contará com a presença de diversos poetas, universitários, militantes, dinamizadores culturais, que atuam pela dinâmica poético/literá ria que acontece no Rio.
.
A Equipe Gestora organizada por Geovane Barone, Felipe Redó, Fernando Marray, Benjamim Cardoso, Lula Dias, João Carlos Luz e São Beto, seguidos dos artistas que incorporar o processo da realização do evento.
.
"Brasil um país musical
os ritmos a arte
consenso nacional
diversas modalidades
do instrumento a composição
dessa turma genial
e a "galera" e coisa e tal..."
João Carlos Luz

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Manifesto em Apoio e Solidariedade ao Povo de Santa Catarina

Os estudantes da Bahia apoiados por suas entidades de representação e toda população do estado, em gesto de solidariedade e apoio aos compatriotas do estado de Santa Catarina dedicam o mais profundo pesar e manifestam incondicional solidariedade e apoio às vítimas desta que já se configura como uma das mais devastadora tragédia natural vivida pelo povo do nosso País.
.
Acreditamos que na Bahia como em todos os estados do Brasil, os estudantes e o povo devem praticar o generoso exercício de abnegação ao organizar e contribuir com os postos de recebimento de doação de mantimentos, agasalhos, materiais escolares e medicamentos que serão destinados aos mais de um milhão de brasileiros que se encontram em situação de risco e desabrigo naquele estado.
.
É certo que os fenômenos naturais geradores de fortes destruições são conseqüentes da forma produtiva praticada e motivada pela ação humana.
.
Um País de dimensões continentais, onde raras são as aflições vividas em virtude das fúrias naturais e dotado de um forte espírito de unidade nacional de um povo sensível à dor de seu par, não há de deixar uma gota de indiferença conter o ímpeto de prestação de socorro aos que necessitam de seu carinhoso dever.
.
Salvador, 28 de novembro de 2008.
.
ASSINAM O MANIFESTO
.
União Nacional dos Estudantes UNE
União dos Estudantes da Bahia UEB
Associação Baiana dos Estudantes Secundaristas ABES
Diretório Acadêmico de Nutrição da UFBA
Diretório Acadêmico de Enfermagem da UFBA
Diretório Acadêmico de Pedagogia da UFBA
Diretório Acadêmico de Arquitetura da UFBA
Diretório Acadêmico de Filosofia da UFBA
Diretório Acadêmico de Secretariado da UFBA
Diretório Central dos Estudantes da Faculdade da Cidade de Salvador
Diretório Acadêmico de Pedagogia da UNEB (campus Salvador)
Diretório Acadêmico de Agronomia da UNEB (campus Juazeiro)
Diretório Acadêmico de Enfermagem da UFRB
Diretório Acadêmico de Zootecnia da UFRB
Diretório Acadêmico de Letras da UNIME
Diretório Acadêmico de Direito da Faculdade Apoio
Centro Acadêmico de Línguas Estrangeiras Aplicadas da UESC
Instituto Circuito Universitário de Cultura e Arte CUCA da UNE
União Brasileira dos Estudantes Secundaristas UBES
União Catarinense dos Estudantes UCE
Associação Nacional dos Pós Graduandos ANPG
CUCA BA
CUCA GIANFRANCESCO GUARNIERI SP
CUCA AM
CUCA MAKUNAIMA RR
CUCA PI
CUCA RN
CUCA PB
CUCA PE
CUCA SE
CUCA DF
CUCA Araguaia MT
CUCA MS
CUCA RJ
CUCA PR
CUCA SC
CUCA RS
União Paranaense dos Estudantes UPE
União Estadual dos Estudantes de São Paulo UEE SP
União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro UEE RJ
União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais UEE MG
União Estadual dos Estudantes do Espirito Santo UEE ES
União Estadual dos Estudantes de Tocantins UEE TO
União Estadual dos Estudantes de Goiás UEE GO
União Estadual dos Estudantes do Amazonas UEE AM
União dos Estudantes de Pernambuco UEP
União Acadêmica do Pará UAP
Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Viçosa DCE da UFV
Associação de Pós- Graduandos da Universidade Federal de Viçosa APG da UFV
União da Juventude Socialista UJS
Tá NA RUA
Silvério Pessoa músico

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Último dia: Caravana encerra suas atividades na UnB

Depois de 109 dias de estrada, a expedição promove debate com ministros da educação, saúde, cultura, além de atividades culturais e ações de saúde

Na estrada desde o dia 12 de agosto, a Caravana da UNE: Saúde, Educação e Cultura encerrará suas atividades nesta quinta-feira (27), na Universidade de Brasília (UnB), no Distrito Federal (DF). O objetivo desta parceria da UNE, com o Ministério da Saúde, foi difundir e discutir em todos os Estados do Brasil temas de saúde, ligados à juventude brasileira, numa linguagem acessível.

A quinta-feira será agitada na UnB, com várias atividades durante todo o dia, começando às 8h30, com a recepção dos estudantes pelos grupos "Mirabolantes" e "Risadinha" e por artistas circenses. Às 9 horas, o presidente Lula receberá os caravaneiros no Palácio do Planalto.

Os ministros José Gomes Temporão (Saúde), Juca Ferreira (Cultura) e Fernando Haddad (Educação) participarão de um debate sobre "Saúde, Educação e Cultura para um novo Brasil: desenvolvimento e políticas públicas", marcado para as 10h30, na UnB. A presidente da UNE, Lúcia Stumpf, e o presidente do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), Danilo Moreira e o Secretário Nacional de Juventude, Beto Cury, também estarão na mesa.

A programação incluirá ainda oficinas de circo, exibições de filmes, intervenções artísticas, apresentações culturais, exposição dos projetos de extensão da UnB, vinculados à saúde, além da realização de pesquisa qualitativa sobre o perfil dos estudantes universitários. As ações de saúde, promovidas pelo Ministério da Saúde, também constarão da programação (confira todas as atividades abaixo).

No dia 27, à meia-noite, será o encerramento cultural da Caravana, com a apresentação da banda Nação Zumbi.

Segundo a presidente da UNE, Lúcia Stumpf, "a Caravana foi muito positiva; pudemos ouvir milhares de jovens de diversas etnias e classes sociais e conseguimos formar uma visão sólida do que os jovens do Brasil querem. Saímos com grandes convicções a respeito da juventude brasileira".

Sobre a Caravana
A Caravana rodou todos os Estados do País e percorreu 27,5 mil km, passando por mais de 30 universidades. Em todas as instituições a Caravana promoveu debates e oficinas de circo, exibiu filmes e realizou intervenções artísticas e atividades culturais. Uma tenda do Ministério da Saúde acompanhou todos os passos da Caravana, promovendo campanhas como doação de sangue, vacinação contra rubéola, teste rápido de HIV e cadastro para doação de medula óssea. As atividades oficiais da Caravana da UNE serão encerradas no dia 27, mas o ônibus ainda pegará a estrada, com destino a São Paulo, completando 32 mil km de viagem.

Caravana em números

28 caravaneiros.

27,5 mil km percorridos até Brasília, com 32 km que serão completados até SP.

109 dias de viagem.

Mais de 30 universidades.

26 Estados do Brasil mais o Distrito Federal.

57 debates.

165 mil pessoas participaram de, no mínimo, uma atividade da Caravana.

1600 testes rápidos de HIV, com sete casos positivos (BA - 1; PB - 2; MS - 1; RJ – 1; MA – 1; ES - 1)

2000 pessoas se vacinaram contra a rubéola.

Mais de 400 doações de sangue.

Cerca de 800 pessoas se cadastraram para doação de medula óssea.


Confira a programação completa da UnB abaixo:

Programação Universidade de Brasília (UnB)- Campus Universitário Darcy Ribeiro

8h30 - Recepção dos alunos da Universidade com os grupos "Mirabolantes" e "Risadinha" e artistas circenses.

Local: Udefinho na UnB.

9 horas - Encontro com o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva

Local: Palácio do Planalto.

10h15 – Intervenção com o grupo de teatro "Ta Na Rua" e apresentação do grupo folclórico "Seu Estrelo e Fuá de Terreiro".

Local: Udefinho na UnB.

10h30 – Debate: "Saúde, Educação e Cultura para um novo Brasil: desenvolvimento e políticas públicas".

Local: Anfiteatro 9 na UnB.

Debatedores:

- José Gomes Temporão - ministro da Saúde;

- Juca Ferreira - ministro da Cultura;

- Fernando Haddad - ministro da Educação;

- Danilo Moreira - presidente do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve);

- Lúcia Stumpf - presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE).

13 horas – Oficina de Circo, com artistas circenses do Circuito Universitário de Cultura e Arte (CUCA) do Rio de Janeiro.

Local: Udefinho na UnB.

14 horas – Apresentação do filme "SOS Saúde" – direção de Michael Moore, com debate sobre cinema e saúde pública.

Local: Anfiteatro 09 na UnB.

Debatedores:

- Wladimir Carvalho - cineasta e documentarista;

- Helena Petta - consultora do Departamento da Gestão da Educação na Saúde;

- Lígia Bahia - pesquisadora do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde (CEBES).

17 horas – Reunião do Circuito Universitário e Cultura e Arte (CUCA) com os pontos de cultura.

18h30 – Intervenção com o grupo de teatro "Ta Na Rua".

Local: Ceubinho na UnB.

19 horas – Exibição do filme "O afeto que se encerra em nosso peito juvenil" - direção Silvio Tendler.

Local: Anfiteatro 9 na UnB.

22 horas – Apresentação Cultural.

Local: Teatro de Arena da UnB.

- Héllem Oléria e Banda Pret.utu

- Banda Fora de Si

24 horas - Show com a banda Nação Zumbi.

Local: Teatro de Arena da UnB.

Atividades permanentes:

- Tenda da Saúde – doação de sangue e medula, vacinação da rubéola, teste rápido de HIV, campanha de prevenção e distribuição de preservativos, apresentação das unidades móveis do SAMU.

- Intervenções artísticas nos espaços coletivos da Universidade.

- Exposição dos projetos de extensão da Universidade de Brasília vinculados à saúde.

- Realização de pesquisa qualitativa sobre o perfil dos estudantes universitários.



Da Redação

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Cineclubes: Jornada Nacional, em Belo Horizonte, discute difusão do audiovisual brasileiro

Desde o último dia 17 até o próximo sábado, 21 de novembro, cerca de 250 membros de 126 cineclubes de 18 estados brasileiros reúnem-se na 27ª Jornada Nacional de Cineclubes, em Belo Horizonte. O evento celebra os 80 anos de cineclubismo no Brasil e a retomada do movimento a partir de 2003, quando foi rearticulado o Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros, com ações que reuniram cineclubistas e o incentivo do Ministério da Cultura. Naquele ano, apenas 40 grupos participavam do CNC, atualmente composto por cerca de 200 instituições preocupadas com a difusão da produção audiovisual nacional.
.
Difusão é, aliás, o tema de uma das atividades da Jornada. Na tarde desta quarta-feira (dia 19), a partir das 14h30, serão apresentadas e debatidas Experiências em Difusão Audiovisual, entre elas duas iniciativas do MinC: a Programadora Brasil e o Circuito Brasil.
.
A Programadora Brasil é um projeto de disponibilização de filmes e vídeos para pontos de exibição de circuitos não-comerciais (Pontos de Cultura, escolas, universidades, cineclubes, centros culturais) para promover o encontro do público com o cinema brasileiro. "Os cineclubes formam o circuito norteador do trabalho da Programadora Brasil por serem de fundamental importância para a circulação e a reflexão sobre o filme brasileiro", avalia Caio Cesaro, coordenador de comunicação e circuitos do projeto da Secretaria do Audiovisual que participará da mesa.
.
Já o Circuito Brasil é o segmento do Mais Cultura Audiovisual voltado para a consolidação de um circuito de exibição não-comercial de abrangência nacional, nos moldes dos Pontos de Difusão Digital, e será apresentado por seu coordenador-executivo, Frederico Cardoso.
.
Outras experiências relatadas serão o Circuito Universitário de Cultura e Arte (CUCA), da União Nacional dos Estudantes; Janela Indiscreta, na Bahia; Rede Brazucah, em São Paulo; Fórum de Experiências Populares em Audiovisual (FEPA), no Rio de Janeiro; Cineclube Curta Circuito, em Minas Gerais; Rede Audiovisual do Nordeste, na Paraíba; Casa Curta, em Sergipe; e Cineclube Ideário, em Alagoas.
.
A programação conta com cinco mesas de debates: 80 Anos do Cineclubismo, Projeto Cineclubista, Direitos do Público, Relações Institucionais do CNC e Cineclubismo na Educação - Cinema Escola e Comunidade. Também serão realizadas mostras de filmes e promovidos grupos de trabalho sobre assuntos como Direitos do Público/Legislação, Memória, Comunicação, Acervo e Difusão.
.
Na avaliação de João Batista Pimentel, secretário-geral do CNC, o movimento tem muito a comemorar. "Avançamos muito, principalmente nos últimos dois anos. E as perspectivas apontam para dias ainda melhores e para a possibilidade de implantação definitiva de políticas públicas de fomento ao cineclubismo. Estamos entusiasmados e sentimos este entusiasmo em todo o movimento", afirma.
.
Esta edição da Jornada está sendo promovida pela Associação de Cineclubes de Vila Velha e realizada pelo Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros, em parceria com a Associação Curta Minas/Cineclube Curta Circuito. O evento - que conta com o apoio do Ministério da Cultura e recursos do Fundo Nacional de Cultura para a sua realização - ocorre no SESC Venda Nova, na capital mineira.
.
Informações: cineclubes.org.br

Universitários do Cariri querem ir para Bienal da UNE em Salvador

"Raízes do Brasil: Formação e Sentido do povo Brasileiro" é a temática da Bienal da UNE. Reunião será nesta sexta-feira, dia 21, no Estande da URCA, no Crato.
.
Os estudantes da região do Cariri estão se articulando para participar de um dos maiores eventos da América Latina de arte, cultura e ciência promovido pelo Movimento Estudantil. Trata-se da 6ª. Bienal de Cultura da União Nacional dos Estudantes – UNE que será realizado no período de 20 a 25 de janeiro de 2009, em Salvador – Bahia. A expectativa é reunir cerca de dez mil pessoas.
.
O maior festival de arte estudantil da América Latina receberá trabalhos nas seguintes áreas: artes cênicas, música, literatura, ciência e tecnologia, cinema e artes visuais. As inscrições poderão ser efetuadas até o dia 04 de dezembro ( ver regulamento no site da UNE - www.une.org. br)
.
Uma das dificuldades dos estudantes é o transporte para Salvador. O diretor da UNE-CE, Rudiney Sousa encaminhou documento à Universidade Regional do Cariri – URCA, o qual foi protocolado na Pro - Reitoria de Assuntos Estudantis – PROAE solicitando o transporte dos alunos da referida IES, mas até o momento aguarda um posicionamento da instituição. Alunos de faculdades particulares também estão interessados em participar do evento e se articulam, como é o caso da Fap e FMJ.
.
Publicação Cientifica
Um dos grandes interesses dos estudantes é garantir a publicação de suas produções cientificas, pois isso conta para seleção de mestrados e enriquece o currículo dos alunos pesquisadores. Para o estudante de Ciências Sociais da URCA, Michael Marques essa é uma oportunidade dos estudantes universitários de todo o país mostrarem o que é produzido nas universidades brasileiras. Ele ressalta que se produz ciência e arte no mundo acadêmico e que essa produção precisa ser socializada.
.
Reunião sobre a Bienal no Crato
.
Nesta sexta-feira, dia 21, a partir das 17 horas, os universitários se reunirão no estande da URCA, localizado no Parque de Exposições do Crato para discutir sobre a participação na Bienal e a mobilização para inscrição de trabalhos. A reunião será aberta para os estudantes das diversas universidades e faculdades da Região.
.
Serviço
6ª. Bienal da UNE
www.une.org. br
Michael Marques – email: michael100182@ hotmail.com
Kamilla (88) 92156379
Alison – (88) 88363281

Pontao da UNE em Manaus

Veja a programaçao de novembro:
.
Desenho e Pintura
19 e 20 de novembro de 2008 - 14:00h as 16:30h
Local: Ponto de Cultura Pé na Taba
Rua A – nº 41-A – Comunidade Vale do Sinai – Cidade Nova/Manoa
.
Exibição do CINEJORNAL 05
19 de Novembro de 2008 - 19h
I Encontro de Estudantes do Prouni do Amazonas
Local: Auditório da Universidade Paulista - UNIP Manaus
.
Cuqueiro: Formação de Agentes Culturais
21 de Novembro de 2008
Turma 01 - 09:00h as 12:00h
Turma 02 - 13:00h as 16:00h
Local: Laboratorio de Linguagem Sonora / Departamento de Artes-UFAM
.
Introdução a Roteiro de Documentário
24 e 25 de novembro de 2008-13:00h as 16:00h
Local: Laboratorio de Linguagem Sonora / Departamento de Artes-UFAM
.
Noções de Produção Audiovisual
26 e 27 de novembro de 2008-13:00h as 16:00h
Local: Laboratorio de Linguagem Sonora / Departamento de Artes-UFAM
.
Filmagem de Documentário
28 e 29 de novembro de 2008-13:00h as 16:00h
Local: Laboratorio de Linguagem Sonora / Departamento de Artes-UFAM
.
Edição de Cine e Video
30 de novembro de 2008-13:00h as 16:00h
Local: Coletivo DifusãoAv. Castelo Branco n1111A. Cachoeirinha
.
..::Aguarde a Programação da I BIENAL DA UEE/AMAZONAS: :..

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

O SAMBA UNE

O Circuito Universitário de Cultura e Arte, o CUCA-Rio convida para mais uma tarde regada ao ritmo mais tradicional do Rio de Janeiro. Neste sábado, a partir das 17h, o grupo "UNESamba" e convidados se apresentam no terreno da UNE e da UBES na Praia do Flamengo, 132, onde funcionou a sede das entidades de 1942 até 1964. A entrada é gratuita.

O espaço foi retomado pelos estudantes em 1º de fevereiro de 2007 com uma grande passeata, que também encerrou a 5ª Bienal de Arte e Cultura da UNE. Desde então o CUCA-Rio promove uma série de atividades no local que voltou a ser referência da efervescência e criatividade da juventude.

Segundo o coordenador do CUCA-Rio, Felipe Redó, a iniciativa é fundamental para reafirmar o terreno como espaço legítimo dos estudantes. "Além disso, fortalecemos o trabalho do CUCA e também criamos uma alternativa cultural para os jovens".

Além da roda de samba que entrou definitivamente para o circuito cultural da cidade, por lá acontecem saraus de poesia, oficinas de teatro, circo, exibições cineclubistas entre outras. A entrada é gratuita e a roda de samba acontece quinzenalmente a partir das 17h. As próximas apresentações da roda de samba acontecem dias 22 de novembro, 13 e 27 de dezembro.

Outras informações no blog do CUCA-Rio

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

CINEMA NA MOCHILA





O que é Cinema na Mochila?

É o projeto itinerante do FLõ festival do livre olhar, organizado pelo coletivo..Cinema8ito... A mochilagem circula no Brasil e na Espanha exibindo, debatendo, ligando a câmera, levando oficinas de cine desconstrutor e trocando acervo.

Missão:

Uma das características dessa 'mochilagem' é invadir todos os lugares possíveis! Podendo acontecer como um projeto isolado em alguma universidade ou centro cultural ou até ser convidado a invadir outros festivais e eventos multiculturais. Afinal, o Cinema8ito gerou uma rede infinita onde núcleos, cineclubes, realizadores independentes, descontrutures e ativistas invasivos se misturam e se ajudam, unidos pelos mesmos objetivos:
realizar e exibir filmes livres, trocar experiências, formar circuitos, dar de ombros para toda e qualquer impossibilidade.

Cidades já invadidas pelo FLõ/Cinema na Mochila:
Campinas/SP, Jundiaí/SP, São Paulo/SP, Cuiabá/MT (visitada três vezes), Florianópolis/SC (visitada três vezes), Caxias do Sul/RS, Campos dos Goytacazes/RJ, Passo Fundo/RS, Rio de Janeiro/RJ, Sinop/MT, Brasília/DF, Goiânia/GO, Paris/França, Natal/RN (set.2008)
Barcelona/Espanha (assim como Porto Alegre, esta cidade agora é sede permanente do FLõ)
Próximas invasões confirmadas: Niterói/RJ (out. 2008), Belo Horizonte (Nov. 2008) São Leopoldo/RS (nov. 2008), Barcelona (competitivo, julho 2009).
Em negociação: Florianópolis, Recife, Belém, Crisciúma, Mococa.

QUER UMA INVASÃO?
flo_flo@terra.com.br

www.flo.cinema.com.br

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Mostra CineBH 2008 - 30 de outubro a 04 de novembro de 2008

O CUSTO DA INDEPENDÊNCIA É A TEMÁTICA DA MOSTRA CINEBH 2008
EM FILMES, HOMENAGEM E REFLEXÃO

A produção independente de cinema no Brasil estará em pauta na perspectiva de mercado e na homenagem à produtora Sara Silveira

A Mostra CineBH 2008, que se consolida no calendário cultural da capital mineira a partir desta sua segunda edição, se propõe este ano o desafio de discutir a produção independente de cinema no Brasil – aquela que, sem contar com o apoio de grandes empresas de distribuição e divulgação, suscita importantes debates e atinge repercussão crítica no Brasil e no exterior, sem contudo chegar a um número expressivo de espectadores no circuito comercial.

Em um país que jamais conseguiu consolidar sua indústria cinematográfica, há um senso mais ou menos comum de que toda a produção é independente. Porém, quando se analisam os filmes brasileiros que chegam efetivamente ao grande público (bem como suas fontes de financiamento e divulgação), vê-se que há claramente uma diferença, de produção e resultados, entre filmes que contam com um aparato financeiro e mercadológico constituído e outros realizados à margem dessa estrutura.

Assim como ocorre em Hollywood, o Brasil também possui suas chamadas majors – os grandes estúdios norte-americanos com sede no Brasil, como Columbia, Fox, Warner, Universal e Buena Vista. Grande parte de nossa produção depende delas e da Globo Filmes, braço cinematográfico do grande conglomerado midiático brasileiro, sem as quais, na concorrência pela ocupação das salas de cinema, estaria sem uma forte rede de divulgação/exibição.

Conseqüentemente, se existem as majors brasileiras (mesmo sendo, no caso dessas distribuidoras-produtoras, de matrizes americanas), existem os que se viabilizam sem essas empresas, os independentes, cujo valor não é medido por quantidade de cabeças, ou de dígitos, mas pela capacidade de ser expressivo no audiovisual contemporâneo, seja pelo tratamento do assunto sobre o qual se debruça, seja por suas opções estéticas formais.

Entre os 25 filmes brasileiros com maior bilheteria nos anos 2000, 21 foram distribuídos pelas majors e apenas um não teve apoio da Globo Filmes– o fenômeno de pirataria Tropa de Elite. Esses 25 filmes representam menos de 8% do total de longas-metragens brasileiros lançados em circuito comercial no mesmo período, mas responderam por quase 70% do público da produção nacional nos últimos oito anos. A má distribuição de renda do país encontra seu correlato no campo dos filmes lançados em salas de exibição.

O cenário é completamente diferente quando levamos em conta alguns dos filmes de maior repercussão em festivais nacionais e internacionais. Se tomarmos como referências filmes como Madame Satã (selecionado para Cannes, Sundance e Toronto), Lavoura Arcaica (premiado em Brasília, Havana e Biarritz), Amarelo Manga (premiado em Berlim, Brasília e Toulouse), Cidade Baixa (premiado em Cannes, Huelva e Miami), O Invasor (premiado em Brasília, Havana e Sundance), O Céu de Suely (selecionado para Veneza) e Cinema, Aspirinas e Urubus (premiado em Cannes), veremos um cenário distinto: distribuidoras nacionais, sem vínculos com emissoras de TV; produções de orçamento mais modesto e realizadas muitas vezes em co-produção com países europeus; e uma média de público no circuito comercial entre 70 e 150 mil espectadores.

“Quando se discute cada vez mais a necessidade de preservação da diversidade cultural, é urgente e fundamental colocarmos em pauta essa produção que se viabiliza sem o apoio das majors e da Globo Filmes. Não para tratá-la como vítima de um mercado que, ademais, não tem dado na maioria das vezes retorno expressivo nem mesmo para aqueles filmes que contam com essa rede de distribuição e divulgação, mas sim para analisar suas particularidades e escolhas, buscando encontrar caminhos pelos quais tal produção possa chegar ao seu público”, afirma Leonardo Mecchi, crítico e curador juntamente com Cléber Eduardo desta edição da Mostra CineBH.

Em torno do conceito central da mostra, O CUSTO DA INDEPENDÊNCIA, estarão em questão pontos nevrálgicos da discussão sobre essa produção independente, como seu enfoque e abrangência. É viável conciliar projetos autorais regidos pelo desejo de expressão com o atual cenário do circuito exibidor, onde mesmo projetos milionários e com forte apoio da mídia não são garantia de sucesso de bilheteria? São questões como essa que pautarão a programação de filmes e debates da Mostra CineBH 2008, que se lança ao desafio de expor as características dessa independência e o espaço cultural ocupado (ou não) por ela, sem com isso se converter em palco de reclamações, mas, ao contrário, procurando esboçar um diagnóstico e ao mesmo tempo proposições para expandir o alcance desses filmes.

“A Mostra CineBH é um novo espaço de formação, reflexão, discussão e exibição do cinema brasileiro em intercâmbio com o mundo com foco no mercado audiovisual. A edição de 2008 pretende gerar uma visibilidade e discussão sobre o contexto da produção e distribuição independente – qual o espaço de exibição do cinema brasileiro no seu país?”, ressalta Raquel Hallak, coordenadora geral do evento e diretora da Universo Produção.

HOMENAGEM A SARA SILVEIRA

Para representar essa produção independente, que busca espaço em meio a um mercado dominado, viabilizando produções de orçamento modesto e apostando no risco e no talento de novos diretores, a Mostra CineBH 2008 escolheu como homenageada desta edição a produtora gaúcha, radicada em São Paulo, Sara Silveira.

“Me sinto honradíssima de ser homenageada pela Mostra CineBH, feita por pessoas que eu tanto prezo. Fico feliz pois é muito difícil se homenagear produtor no Brasil”, declara Sara Silveira. “Produção independente é um ato de heroísmo mesclado com competência, disciplina e muita vontade. Com as leis de incentivo do país, fazer filmes não é tão difícil, mas distribuí-los continua muito complicado. Aí está o problema do cinema brasileiro, aí está o gargalo: entre a produção e a exibição".

Sócia-fundadora da Dezenove Som e Imagens, Sara Silveira tornou-se conhecida justamente a partir de um momento difícil para a produção de cinema – o início dos anos 90 – quando manteve-se fiel a um espírito cinematográfico que, com toda a distância cultural e de contexto, remete ao cineasta americano Samuel Fueller, para quem o cinema é um campo de batalha.

Sara, nesse campo, é uma guerreira. Aliou-se ao segmento mais autoral dessa produção, produzindo jovens realizadores – como Anna Muylaert (Durval Discos) e Marcelo Gomes (Cinema, Aspirinas e Urubus) –, até um realizador experiente, porém de espírito inquieto, como Carlos Reichenbach – opções essas bastante claras de seu gosto pela expressão e não pela expansão.

“Sara Silveira tem como prática associar-se a filmes que ela acredita que precisam existir, independentemente dos resultados que possam vir a ter nas bilheterias, resultados esses que advém de contingências que não dizem respeito exclusivamente aos filmes propriamente ditos, mas à estrutura na qual estão inseridos”, analisa Cléber Eduardo.

Formada em Ciências Jurídicas e Sociais, Sara Silveira iniciou-se no cinema como assistente de produção em Nasce Uma Mulher (1982), de Roberto Santos, função que exerceu também em filmes como Além da Paixão (1984), de Bruno Barreto, Filme Demência (1985), de Carlos Reichenbach, e O País dos Tenentes (1986), de João Batista de Andrade. Passou depois pelas funções de diretora de produção e produtora executiva, até fundar em 1991, juntamente com o cineasta Carlos Reichenbach, a Dezenove Som e Imagens.

Foi através da Dezenove que Sara Silveira produziu alguns dos mais importantes filmes brasileiros dos últimos 20 anos, como Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes, Durval Discos, de Anna Muylaert, Bicho de Sete Cabeças, de Laís Bodanzky, Ação Entre Amigos, de Beto Brant, além dos filmes de seu sócio e parceiro, Carlos Reichenbach, como Alma Corsária, Bens Confiscados e Falsa Loura.

Suas produções têm ótima repercussão junto à crítica e em festivais nacionais e internacionais – já tendo sido selecionados ou premiados em festivais como Cannes, Veneza, Rotterdam, Sundance, Locarno, Trieste, Biarritz, Montreal, Toronto, Mar del Plata, Guadalajara, San Sebastian, Havana, Brasília e Gramado – embora dificilmente alcance resultados expressivos nas bilheterias.

Sara Silveira também se destaca por apostar no lançamento de novos cineastas, tendo produzido os longas de estréia de Marcelo Gomes, Anna Muylaert e Laís Bodanzky. Suas próximas apostas são Esmir Filho, Juliana Rojas e Marco Dutra, diretores já veteranos no Festival de Cannes com seus curtas e que terão suas estréias em longa-metragem produzidas pela Dezenove.

Além de sua participação em debates do 2º Seminário do Cinema Brasileiro: perspectivas de mercado e linguagens, onde compartilhará suas experiências e aprendizados em mais de 20 anos de produção, serão exibidas algumas amostras de seus trabalhos, como Alma Corsária e Durval Discos, além de uma sessão de curtas-metragens produzidos por ela, símbolo de sua aposta em jovens realizadores.

“Esses dois títulos foram escolhidos por simbolizarem, na filmografia da Sara, duas faces de uma mesma aposta autoral como produtora. Alma Corsária é uma produção de um cineasta já experiente, Carlos Reichenbach, que acabou tornando-se seu principal parceiro, enquanto Durval Discos é uma aposta em uma nova realizadora, Anna Muylaert, que possui um universo muito particular, característica comum aos diretores com quem ela trabalha”, explica Cléber Eduardo.

A Mostra CineBH 2008 acontecerá entre os dias 30 de outubro e 04 de novembro na Vila do Cinema, a ser erguida em Santa Tereza, tradicional bairro da capital mineira. A Vila é composta pelo Cine-Praça (espaço para mais de 1.000 espectadores), Cine-Tenda (com 400 lugares), e o precioso Cine Santa Tereza (com uma platéia de 500 lugares), prédio arquitetônico e urbanístico expressivo da história cultural e do cinema em Belo Horizonte, fundado em 1944 e desativado desde 1980, que ressurge mais uma vez como protagonista da Mostra CineBH.

A Mostra CineBH é novo esforço da Universo Produção em ajudar a conhecer, compreender e difundir o cinema nacional – a exemplo do que já faz, de forma diferenciada e complementar, nas edições anuais da Mostra de Cinema de Tiradentes [centrada na produção contemporânea, em janeiro] e na CineOP [que difunde o audiovisual como patrimônio, em junho, em Ouro Preto.

Entre 30 de outubro e 4 de novembro serão exibidos 68 filmes em 37 sessões gratuitas e abertas ao público. O roteiro de atividades pode ser acessado pelo site oficial do evento: www.cinebh.com.br. Mais informações pelo telefone (31) 3282-2366.

Mostra CineBH 2008

30 de outubro a 04 de novembro de 2008

Idealização e realização: Universo Produção
Promoção: Prefeitura de Belo Horizonte
Parceria: APPA – Associação Pró-Cultura do Palácio das Artes
Patrocínio: Oi, Petrobras, BNDES
Incentivo: Lei Federal de Incentivo à Cultura

Assessoria de Imprensa - e-mail: imprensa@universoproducao.com.br
Sinal de Fumaça – A comunicação original Telefone: (31) 3264-4404
Sérgio Stockler (31) 9143-1001 e Ariane Lemos (31) 9751-0445
Ana d’Angelo – (11) 8215.7359 anadangelo@universoproducao.com.br

Festival de Tecnologias Sociais e Economia Solidária - dias 23 e 24 de outubro

O Núcleo de Solidariedade Técnica (SOLTEC) da Universidade Federal doRio de Janeiro realizará o Io Festival de Tecnologias Sociais eEconomia Solidária. O evento acontecerá nos dias 23 e 24 de outubro eacontecerá no Centro de Tecnologia da UFRJ, Cidade Universitária, nocampus do Fundão.

O objetivo do Festival é promover o intercâmbio entre a academia, osmovimentos sociais, os empreendimentos de Economia Solidária e osprodutores de Tecnologias Sociais. O Festival será dividido em trêspartes: Trocas de Conhecimento, Trocas de Cultura e Mostra deProdutos, Serviços e Organizações.

Toda a programação do Festival é gratuita e aberta ao público. Maioresinformações no endereço www.soltecfestival.poli.ufrj.br ou através doe-mail festivalecosol2008@gmail.com.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Caravana segue a Bienal da UNE

Já foi dada a largada para o recolhimento de projetos, trabalhos e materiais para a VI Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UNE, que será realizada entre os dias 21 e 26 de Janeiro de 2006.
.
O Instituto CUCA da UNE está catalizando a coleta e reunindo videos e projetos que poderão ser exibidos e apresentados durante os dias de evento. A Bienal é o maior evento cultural estudantil da América Latina, cujo tema em sua sexta edição será Raízes do Brasil.
.
Os projetos podem ser entregues nas Unversidades durante a passagem da Caravana da UNE. A responsável pelo recebimento é a coordenadora de comunicação do CUCA, que acompanha a Caravana desde o estado do Piauí. De lá pra cá, inúmero trabalhos já foram recolhidos e a expectativa da coordenação do evento é receber cada vez mais.
.
"Estamos passando sala de aula, em departamentos de cursos de arte, TVs Universitárias, Pontos de Cultura e cineclubes e acredito que com as mobilizações do movimento estudantil para o Conselho Nacional de Encontros de Base (CONEB da UNE) e para as iscrições para a Bienal que estão rolando por todo o país, vamos ter, nessa grande festa de são salvador, muitas produções pra colocar-mos pra circular pela rede cultural que o CUCA vem articulando antes e também nessa caravana, conclui Alessandra Stropp.
.
Você, estudantes ou Ponto de Cultura que que se interessa e já desenvolveu um projeto cientifico ou artístico, tem videos e gostaria de apresentar sua produção para milhares de estudantes durante a Bienal, confira em Roteiro e Programação Local a data em que a Caravana estará em seu estado e entregue seu projeto na Tenda da Caravana, sempre montada na Universidade, onde a Caravana realiza suas atividades.
.
As inscrições para o evento também já estão disponíveis no site http://www.une.org.br/
.
Para mais informações sobre a VI Bienal de Arte, Cultura e Ciência acesse também o Blog do CUCA, www.cucadaune.org/blog e veja o que a Equipe de Salvador está preparando pra janeiro do próximo ano.
.
Escreva para a bienal: bienal2009@gmail.com e participe de seu forum virtual.
.
Fonte: Caravana da UNE

SEMINÁRIO: Um Novo Caminho para Salvador "Juventude, Gênero e Raça"

Acontece nesta sexta-feira (23/10), às 17h, na Senzala do Barro Preto - Curuzu (sede do Ilê Aiyê), Salvador-BA, o Seminário: Um Novo Caminho para Salvador "Juventude, Gênero e Raça". O evento irá reunir jovens oriundos de diferentes setores e lideranças sociais (núcleos universitários, grupos culturais, quilombos educacionais, organizações e rádios comunitárias, movimento hip-hop, articulação de mulheres negras, glbt e etc...).
.
O objetivo é possibilitar um espaço de dialogo e reflexão entre os diversos grupos de jovens em torno do tema geral proposto "Um Novo Caminho para Salvador "Juventude, Gênero e Raça", levando-as ao desenvolvimento do senso critico, a capacidade análise, fazerem uso da articulação como estratégia viável para busca de soluções coletivas e em rede através da pratica da autonomia juvenil.
.
Palestrantes:
- Ângela Guimarães – UNEGRO
- Elder Costa – Fórum Nacional de Juventude Negra
- Tricia Lima– Núcleo de Estudantes Negras e Negros da UFBA – NENU
- Paulo Rogério – Instituto de Mídia Étnica
- Deise Queiroz – Coletivo de Entidades Negras - CEN
- Anderson – Programa Jovens Baianos – SEDES
- Luiza Passos – CEAFRO
- Mediador: Ademario Costa
.
Confraternização entre a juventude com, intervenções de Poesia, Teatro e Baile Black com: Dj Bandido, Dj Branco e Samba de Cozinha.
.
ENTRADA FRANCA !!!
.
Contatos: Dj Branco - (71) 9151-0631 E-mail: cmahiphop@yahoo.com.br
Marcelo Somdipret@ - (71) 8784-3227 E-mail: marcelowoork@hotmail.com

NÓIA divulga selecionados para mostras competitivas

Clique sobre a imagem para ampliá-la
Acesse: www.festivalnoia.com

André Gomes: Pintar a universidade de periferia por Especial Hip-Hop*

Já faz uma cota que to prá escrever este artigo, desisti algumas vezes devido algumas adversidades, mas como pra nós, tudo é com muita luta, superamos as dificuldades e cá estamos, como dizia o finado e saudoso Wellington Alemão indo pras cabeças.

Começo lembrando um diálogo que tive com Paulinho Loco em dezembro do ano passado, nos bastidores do grito da consciência negra, atividade que já realizamos pelo segundo ano consecutivo e em breve vamos inclui-lá no calendário oficial do município, o projeto já está tramitando na Câmara municipal de Marília.

Mas a idéia aqui não é falar deste evento, por isso vamos retornar ao diálogo com o Paulinho.

- E ai André, como é que tá muleque monstro!?- Firmão Paulinho, sempre na correria mano, trampando igual loco. Mas que nada, assim que é bom não é não parceiro? Ficar moscando é que não vira.- Isso mesmo, ai, fala lá praquele gordão (Aliado G), que se ele não vim na minha formatura o barato vai ficar loco.

Eu já ia perguntar como estava a faculdade, mas o maluco se adiantou.- Vixe mano to no segundo ano do baguio, Paulinho psicótico, vai virar Paulinho psicólogo.- Ó irmão, mó alegria, tinha certeza que você ia comandar guerreiro.- É, mas o barato tá loco mano, to sem grana pra fazer a matricula, mas que nada, vou fazer uns corre ai, negociar com os caras lá e vou estudar de qualquer jeito.- Isso mesmo mano, é nóis na universidade guerreiro, eu, o Thiago, o Luciano e uma pá de guerreiro e guerreira da quebrada estão prestando o vestibular, a Luciana hippie já ta lá na Fatec, o Markito na Unesp, vai vendo ó truta.- Mó satisfação André, vamos curtir esse evento ai que os manos da capoeira já estão organizando a roda ali na rua.

Logo o Paulinho Loco mano, teve uma pá de gente que não acreditou, nós acreditamos sempre e continuamos acreditando, logo ele vira o psicólogo da quebrada.

O resultado do vestibular da Unesp saiu agora em fevereiro, fiquei muito feliz em ter passado e tenho certeza que vou viver intensamente a universidade e o que adquirir por lá estará a serviço da luta do povo da periferia.

O Thiagão não passou, mas o moleque é novo e tem bastante tempo ainda, ano que vem ele passa, o Luciano tragédia também não passou e esse fato me desmotivou inclusive a escrever este artigo.

Não porque tenha sido uma derrota, até porque o maluco se dedica igual loco a militância e nem estudou o tanto que poderia, mas alguns dias depois chega a notícia, segunda chamada do prouni, ó o guerreiro lá na Unimar fazendo comunicação social.

Há dois anos atrás, intensificamos o debate sobre o acesso a universidade, por enquanto só da Nação Hip-Hop já são quatro lá, sendo que três deles na universidade pública.

Podemos não ser modelo de organização e ter nossas inúmeras dificuldades, mas nossa participação tem contribuído para politizar e potencializar o movimento Hip-Hop local, nunca querendo descaracterizá-lo e sim sempre reforçando seu caráter revolucionário.

Precisamos insistir neste debate e sempre divulgar seus resultados, cada um de nós que entra na universidade é um guerreiro armado de idéias a mais pra somar na nossa luta.

Vamos pintar a universidade de periferia e pintar a periferia de sociólogos, psicólogos, publicitários, jornalistas, engenheiros, etc.

A luta pelo acesso a universidade é uma luta também do hip-hop, afinal somos nós os principais interessados em que elas sejam acessíveis.

André Gomes, estudante de graduação em ciências sociais na Unesp/Marília e dirigente nacional da Nação Hip-Hop Brasil.
.

Direitos Humanos: da violência estrutural à violência institucional

Clique sobre a imagem para ampliá-la
29 de outubro
Horário: 19h às 21h
Local: Centro Cultural João XXIII (r. Bambina, nº 115 - Botafogo. Estacionamento no local)
.
Proposta: No dia 10 de dezembro deste ano a Declaração Universal dos Direitos Humanos completa 60 anos. O Artigo I da Declaração Universal reza que todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos, sendo todos dotados de razão e consciência e devendo agir em relação uns para com os outros com espírito de fraternidade.
.
Sabemos que muita coisa mudou no mundo desde que a Organização das Nações Unidas promulgou essa Declaração e, no entanto, vemos que muita coisa ainda precisa ser modificada, para que aquilo que esta Declaração chamou de direitos inalienáveis da pessoa humana possa, de fato, assegurar o mínimo de dignidade às pessoas.
.
Por isso, cada vez mais cresce a importância de abrir debates sobre esses Direitos ainda mais quando se vê, a cada dia que passa, a crescente e injusta distância entre riqueza e pobreza que acaba colaborando com a onda de violência e criminalidade, visíveis em nossa cidade, em nosso país e no mundo. Uma violência que passa da estratificação social para a institucional, fazendo vítimas inocentes, e estimulando posturas geradoras de mais violência entre as pessoas.
.
Ligados à grande preocupação da Igreja sobre a questão da violência, apresentada pela CNBB, que aponta para 2009 o tema da Segurança Pública para ser trabalhado na Campanha da Fraternidade, e acreditando que não se combate a violência com mais violência, mas com justiça e respeito aos direitos humanos, o Centro Loyola está promovendo o Evento: Direitos Humanos – da violência estrutural à violência Institucional.
.
Exibição do DVD - documentário "Marco Universal". Filme: "Jonas, só mais um", de Jeferson De
.
Moderador Pe. Martinho Lenz, SJ - - Secretário Executivo da Conferência dos Provinciais da América Latina - CPAL
.
Palestrantes:
Dr. Joaquim Domingos - Juiz de Direito
Prof. Alexandre Mendes - Mestrando em Teoria do Estado e DIreito Constitucional e Membro do Observatório de Controle Social e Sistema Punitivo - Núcleo de Direitos Humanos/PUC-Rio
.
Entrada franca
.
Mais informações: www.puc-rio.br/centroloyola

3ª MOSTRA DE CINEMA DE ITABIRA - Pedra que Brilha

Temos a grata satisfação de informar que "MALABARES", de Maithê Lorena e Secy Jannuzzi, foi selecionado para a "3ª MOSTRA DE CINEMA DE ITABIRA - Pedra que Brilha", evento cuja grade de programação trás a Itabira filmes selecionados após longa e criteriosa escolha entre 200 produções inscritas e sugeridas, das mais diversas partes do país.
.
Como parte da agenda cultural, acontecerão debates no Espaço Cinemax e oficinas de "Cinema Digital" e "Vídeopoesia", no Museu de Itabira, que tem por objetivo despertar no participante a aptidão para a produção cinematográfica, além de aprofundar técnicas já praticadas por profissionais do ramo.
.
Além destas atividades, serão exibidos filmes no Espaço Cinemax durante a manhã e tarde. À noite, exibições de filmes e shows musicais no Centro de Eventos do Colégio Nossa Senhora das Dores. Tudo sobre a Mostra pode ser consultado no site http://www.pedraquebrilha.com.br/.
.
A 3ª Mostra de Cinema de Itabira pretende superar as edições anteriores em número de participação popular e em qualidade de atividades oferecidas. Em 2007, mais de 10 mil pessoas participaram das exibições, shows, oficinas, palestras e debates.
.
Convidamos a todos para assistir a exibição de nosso curta, no Centro de Eventos do Colégio Nossa Senhora das Dores, às 19:30 horas de 22 de outubro (4ª feira), em Itabira-MG. Em seguida será apresentado um longa-metragem e logo após, um magnífico show cuja banda promete levar o melhor do blues, influenciado pelo rock and roll e o jazz.
.

Antonio Sergio Martins de Oliveira
Jannuzzi Martins Produções
Av Sernambetiba n° 6600 / 206, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22795-006
Tel/fax: 55 21 24336144
Celular: 55 21 96211529

Inscrições abertas para curso sobre TV Digital - EaD

O curso de extensão TV Digital Terrestre: desafios e reconfiguração datelevisão brasileira - EaD, promovido pela Unisinos, terá início dia 24de outubro. As inscrições podem ser feitas no sitewww.unisinos. br/educacaoconti nuada.

O curso oferece ao aluno a oportunidade de entender e acompanhar oprocesso de implantação da TV digital no país e as mudanças e adaptaçõesque o mercado terá de enfrentar. Essa reconfiguração no sistema atualabrange temas como a multiprogramação, interatividade, estruturaeconômica-polí tica, convergência midiática, entre outros.

A realização do curso será à distância através da Plataforma Moodle. Osalunos precisarão ter e-mail próprio, conhecimentos básicos deinformática, acesso à internet e disponibilidade de estudo de 4 a 5horas semanais.

O curso será ministrado pela jornalista Márcia Turchiello Andres,mestre em Ciências da Comunicação pela Unisinos; graduada em Jornalismopela Unijuí e pesquisadora do Grupo de Pesquisa Comunicação, EconomiaPolítica e Sociedade (CEPOS).

Serviço
O que: TV Digital Terrestre: desafios e reconfiguração da televisãobrasileira - EaD
Início: 24 de outubro a 21 de novembro.
Inscrições: No site www.unisinos. br/educacaoconti nuada
Realização: Grupo de Pesquisa Comunicação, Economia Política e Sociedade (CEPOS)

terça-feira, 14 de outubro de 2008

VOCÊ ESTÁ CONVIDADO PARA A EXPOSIÇÃO Imersões DO ARTISTA MULTIMÍDIA EDUARDO LIMA.

Imergir, mergulhar, penetrar... O sentido de imersão nos remete à sensação de entrada, acolhimento, mas também de resistência ao desconhecido. Como se invadíssemos um território incógnito, enigmático. Ao nos deparamos com as pinturas digitais de Eduardo Lima temos a sensação de sermos absorvidos, arrebatados por imagens que nos causam encanto e mistério.
.
LOCAL:GALERIA DE ARTES DO SESC CASA AMARELA
AV. JOSÉ DOS ANJOS, Nº 1109 MANGABEIRA - RECIFE-PE
PERÍODO:DE 10 DE OUTUBRO A 07 DE NOVEMBRO
HORÁRIOS DE VISITAÇÃO:DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA DAS 14 ÀS 19 HORAS INFORMAÇÕES:FONE (81) 3267-4410 / 3267-4428

Ancine anuncia ações para ampliar freqüência nos cinemas

O diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel, anunciou ações para aumentar o consumo de filmes brasileiros em cinemas de todo o país. As medidas foram comunicadas durante o RioMarket, encontro internacional de negócios realizado em paralelo ao Festival do Rio, entre os dias 26 de setembro a 7 de outubro. Entre as medidas anunciadas pelo diretor-presidente da Ancine destaca-se uma campanha envolvendo todos os setores do mercado em torno da valorização do cinema nacional. As demais ações se referem à implantação do Vale-Cinema e à introdução de mecanismos de estímulo à construção de novas salas de exibição.
.
A campanha de valorização do cinema brasileiro deverá contar com ações de mídia associada à venda de ingressos a preços promocionais. A previsão é que a campanha seja realizada em novembro, mês do cinema brasileiro, e que tenha a duração de duas semanas. De acordo com Manoel Rangel, a expectativa é de que participem todas as salas de cinema do país que estejam exibindo filmes brasileiros no período, com promoções válidas para as sessões realizadas entre as segundas e quintas-feiras.
.
"Esperamos com esta ação atrair novos segmentos da população brasileira para as salas de cinema, aumentando a freqüência nas sessões de filmes nacionais ao mesmo tempo em que reforçamos a divulgação dos filmes brasileiros", afirmou Manoel Rangel. Para o diretor-presidente da Ancine, há um forte potencial de crescimento do consumo de produtos audiovisuais no Brasil, sobretudo amparado pela ascensão das classes C e D. "Cabe ao filme brasileiro um papel essencial na busca pela expansão do mercado, como demonstraram os resultados do mercado em 2003 e 2004", completou.
.
Contando desde já com a adesão e o compromisso de amplas camadas dos agentes econômicos do setor, tais como as associações de produtores e exibidores, da Associação Brasileira de Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (ABPEC), da Globo Filmes e da Rede Globo de Televisão, a diretoria da Ancine espera alcançar resultados significativos na atração de novos consumidores de filmes brasileiros e na freqüência das salas de cinema.
.
Vale-Cinema - Manoel Rangel também informou a determinação da Agência em implantar um programa especial de fomento para estimular os segmentos das classes C e D a consumirem filmes brasileiros nas salas de cinema e videolocadoras. Com o título provisório de "Vale-Cinema", a idéia é promover uma articulação com empresários brasileiros, que destinariam o "vale" aos trabalhadores que recebam até cinco salários mínimos.
.
Segundo o diretor-presidente da Ancine, a idéia é criar um programa nos mesmo moldes do Vale-Cultura, em exame pelo Governo Federal e pelo Congresso Nacional. "O mercado de cinema e audiovisual no Brasil ainda não conseguiu posicionar-se de modo a acolher melhor esta nova realidade do país, com base no potencial de consumo das classes C e D, que desejam consumir produtos audiovisuais brasileiros, como atestam as pesquisas de mercado publicadas recentemente. Nós estamos buscando todas as medidas possíveis para alcançar este crescimento e o Vale-Cinema é uma delas, uma espécie de programa piloto", declarou Rangel.
.
Novas salas – O estímulo à construção de salas de cinema também é uma das medidas em operação na Ancine para induzir a expansão do mercado, sobretudo nas regiões onde há demanda reprimida. Conforme Manoel Rangel, a idéia é que as novas salas construídas estejam associadas à oferta de preços menores ao consumidor, e estejam em maior proximidade com o público potencial de cinema das classes C e D.
.
Entre os instrumentos para estimular a construção de novas salas, o diretor-presidente da Ancine citou a revisão normativa sobre o uso de recursos incentivados na construção de salas; a criação de uma linha de ação do Fundo Setorial do Audiovisual no segundo semestre de 2009, e a publicação da nova instrução normativa dos Funcines.
.
"Para que as medidas mencionadas resultem no crescimento do mercado de cinema e audiovisual brasileiro, a Ancine entende que é necessária a criação de um grande pacto, com o empenho de todos os agentes econômicos que compõe a indústria do audiovisual no país", concluiu Manoel Rangel.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

'Donos da Mídia': um site sobre quem controla a comunicação

Está à disposição da sociedade brasileira um extraordinário banco de dados sobre os grupos de mídia do país. Concebido e liderado por Daniel Herz, o site Donos da Mídia desvenda os laços de redes e grupos de comunicação, demonstra como o controle sobre a mídia é exercido, o papel dos políticos, a ilegalidade de suas ações e da situação de empresas do setor.
.
Basta acessar http://www.donosdamidia.com.br/ para constatar que a página deverá se constituir em um marco na história das pesquisas sobre comunicação no Brasil. Além da sua diversidade e completude, Donos da Mídia é também um estudo inédito que permite avaliar as relações políticas, sociais e econômicas decorrentes da concentração da mídia nacional.
.
Produzido pelo Instituto de Estudos e Pesquisas em Comunicação (Epcom), entidade parceira do FNDC, Donos da Mídia, que está em fase de finalização, lista 7.275 veículos de comunicação, abrangendo rádios (inclusive as comunitárias), televisão aberta e por assinatura, revistas e jornais. Relaciona também as retransmissoras de televisão. No caso dos jornais, registra somente os de circulação diária ou semanal.
.
O papel controlador das redes
.
Donos da Mídia demonstra como tais veículos se organizam, destacando o papel estruturador das redes nacionais de televisão, especialmente as cinco maiores: Globo, Band, Record, SBT e Rede TV!. Há 33 redes de TV, às quais estão ligados 1.415 veículos, geralmente através de grupos afiliados. As redes de emissoras de rádio FM e OM somam 21.
.
Também são identificados grupos nacionais e regionais. Os grupos nacionais foram definidos como o “conjunto de empresas, fundações ou órgãos públicos que controlam mais de um veículo, independentemente de seu suporte, em mais de dois estados”. Foram identificados 33 grupos, controladores de 267 veículos. Record (34 veículos), Band (32) e Globo (29) são os maiores.
.
Grupos regionais são aqueles que “controlam mais de uma entidade de mídia, independentemente de seu suporte”, atuando em até dois estados. Há 139 deles, controlando 655 veículos. RBS (55 veículos), OJC (24) e Sistema Mirante (22) são os maiores — todos são ligados a Globo. Os veículos quantificados podem ser localizados geograficamente na consulta à seção Lugares. Cada um dos 5.564 municípios brasileiros é referido.
.
A ilegalidade de grupos e políticos
.
Navegando em Donos da Mídia, é possível saber quantos veículos há em cada município, quais os grupos de mídia atuantes nas várias regiões, bem como dimensionar a cobertura das redes. Os dados sobre as empresas incluem desde os seus endereços até seus concessionários, permissionários ou proprietários.
.
A localização dos veículos e a identificação de seus concessionários (e seus sócios) permite, por exemplo, constatar a situação ilegal da maioria dos grupos de mídia. Quase todos controlam um número de concessões superior ao permitido por lei. Outra ilegalidade flagrada pelo cruzamento de dados proporcionado pelo site é a participação direta de políticos no controle de emissoras de rádio e TV.
.
Como é sabido, a Constituição Federal proíbe (artigo 54) os deputados e senadores participar de organização definida como “pessoa jurídica de direito público, autarquia, empresa pública, sociedade de economia mista ou empresa concessionária de serviço público”. Essa determinação constitucional aplica-se, por extensão, aos deputados estaduais e prefeitos.
.
Entretanto, Donos da Mídia identificou 20 senadores, 48 deputados federais, 55 deputados estaduais e 147 prefeitos como sócios ou diretores de empresas de radiodifusão. Quanto às suas origens partidárias, predominam os políticos filiados ao DEM (58, ou 21,4%), ao PMDB (48, ou 17,71%) e ao PSDB (43, ou 15,87%.
.
Um projeto de Daniel Herz
.
Apoiado em fontes sólidas e em uma extensa e detalhada pesquisa, Donos da Mídia representa o vértice de um projeto concebido e liderado pelo jornalista Daniel Herz, um dos fundadores do FNDC e seu principal mentor, falecido em maio de 2006. Ele também criou o Instituto de Estudos e Pesquisas em Comunicação (Epcom), sediado em Porto Alegre.
.
Em sua fase decisiva, o projeto foi conduzido pelo jornalista James Görgen, que integrou o Epcom por vários anos. Além da equipe relacionada no site, participou da pesquisa, na fase preliminar, a então estagiária de jornalismo Michele Fatturi.
.
O jornalista e professor universitário Celso Schröder, coordenador-geral do FNDC, sugere que todas as entidades, universidades, ONGs e sindicatos coloquem nos seus sites um link para Donos da Mídia. Observa que “a luta pela democracia na mídia só terá sucesso quando a sociedade se apropriar dela”.
.
E acrescenta: “Donos da Mídia demonstra de modo enfático as distorções que o FNDC vem apontando e ratifica suas proposições. Poderá ser uma ferramenta poderosa a serviço dos que ambicionam democratizar a comunicação brasileira e do aperfeiçoamento das suas propostas de políticas públicas”.
.
Clique aqui para ir ao site Donos da Mídia
.
Fonte: FNDC

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Teia Brasília 2008

Encontro Nacional dos Pontos de Cultura terá como tema 'Iguais na Diferença', em comemoração aos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Entre os dias 12 e 16 de novembro Brasília será a sede da terceira edição do Encontro Nacional dos Pontos de Cultura - Teia Brasília 2008. Nestes cinco dias, Brasília será o grande palco da Cultura Popular Brasileira, onde haverá apresentações artísticas e mostras culturais das diferentes regiões do país. A Teia Brasília 2008 vai reunir representantes de mais de 800 Pontos de Cultura conveniados com o Programa Cultura Viva, da Secretaria de Programas e Projetos Culturais do Ministério da Cultura (SPPC/MinC).

O encontro tem o objetivo de consolidar as ações do  Cultura Viva e discutir os rumos para o próximo ano.  O tema deste ano é Iguais na Diferença, em comemoração aos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e é fruto de uma parceria estabelecida com a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República. Dentro da programação do evento está prevista a realização do II Fórum Nacional dos Pontos de Cultura e mostras dos trabalhos culturais realizados por integrantes do projeto, além da realização de um cortejo pela Esplanada dos Ministérios, até a Praça dos Três Poderes.  A Teia Brasília 2008 é uma realização do Movimento Nacional dos Pontos de Cultura (MNPC) em parceria com MinC e coordenada pelo Ponto de Cultura Invenção Brasileira.

II Fórum Nacional dos Pontos de Cultura é um espaço dedicado ao debate, a reflexão e a proposição de ações que visem o protagonismo, a autonomia e o fortalecimento da política do Movimento Nacional dos Pontos de Cultura. Será realizado entre os dias 12 e 14 de novembro, no Auditório do Museu da República, localizado na Esplanada dos Ministérios, dando início às atividades do encontro.

A solenidade de abertura da Teia Brasília 2008 será realizada no Teatro Nacional Cláudio Santoro, na noite do dia 13 de novembro. Logo após tem início a programação da Mostra Cultural, com a apresentação de grupos de música, dança e teatro. A mostra promoverá a interação entre artistas consagrados e a produção dos pontos de cultura e será realizada nos palcos móveis instalados no canteiro central da Esplanada dos Ministérios, na Sala Villa Lobos, do Teatro Nacional, e no Complexo Cultural da Fundação Nacional de Artes (Funarte).

Exposições do trabalho realizado por integrantes dos Pontos de Cultura, nas áreas de Artes Visuais e do Audiovisual, também fazem parte da programação artística da Teia Brasília 2008. A mostra de Artes Visuais ficará exposta no Museu da República e a mostra de Audiovisual será exposta no Museu da República e na Sala Martins Penna, do Teatro Nacional. Além disto, serão implantados espaços permanentes para a exibição dos trabalhos, nos principais pontos de convergência do evento, tais como: tenda da Ação Griô, tenda da Juventude, tenda do Audiovisual, tenda da Cultura Digital e o Espaço Conversê.

No sábado, dia 15 de novembro, está programado a realização do Cortejo Cultural dos Pontos de Cultura, como parte integrante das comemorações do dia da Proclamação da República Brasileira. A caminhada vai partir do Museu da República, no período da tarde, até a Praça dos Três Poderes. A idéia dos organizadores é de levar para a rua uma mostra da diversidade da Cultura Brasileira, apresentando durante o trajeto do cortejo, manifestações culturais dos diferentes estados do país.

(Patrícia Saldanha, Comunicação Social/MinC)